Imagem: Pexels

Cada vez mais presente no nosso dia a dia, a Inteligência Artificial se propõe a elaborar dispositivos que simulem a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas. Mas assim como nós seres humanos, que precisamos ir à escola para aprender tudo o que sabemos, um robô com I.A. também precisa ser treinado e ensinado para responder corretamente e executar as tarefas necessárias.

Especificamente no caso de um chatbot com Inteligência Artificial, como a Ezok, o treinamento de um robô é dividido em três pilares: Intenções, Entidades e Diálogos. Juntos, eles formam a inteligência do chatbot que o torna capaz de responder às mensagens.

O que é uma Intenção?
Como o nome já diz, a intenção é aquilo que uma pessoa espera que aconteça ou o que se pretende fazer. No caso de um chatbot, ao enviar uma mensagem, o robô será capaz de interpretar qual a finalidade esperada pelo usuário. No exemplo “Quero comprar o ingresso para a palestra”, “Quero comprar” é a intenção pretendida pelo interlocutor, ou seja, comprar algo. Outro exemplo pode ser “Quais são as minhas aulas de hoje?”, onde a intenção é “Quais são”, ou seja, especificar itens baseado em um critério.

E o que é uma Entidade?
A intenção sozinha apenas indica uma finalidade de executar algo, mas especificar o que será feito é responsabilidade das entidades. As entidades podem ser nomes, objetos, indicadores de tempo, entre outros. No exemplo anterior, “Quero comprar o ingresso para a palestra”, “ingresso” e “palestra” são as entidades da frase. Juntas elas formam o objeto a ser comprado, um ingresso, e ainda especificam qual tipo de ingresso, o da palestra.

Em “Quais são as minhas aulas de hoje?”, “minhas aulas” e “hoje” são as entidades. No caso da entidade de tempo “hoje”, a I.A. é capaz de identificar sozinha o dia atual, bem como variações de tempo como “amanhã”, “sexta-feira da semana que vem”, entre outros. Além disso, a I.A. é capaz de identificar uma entidade vazia que não permite responder à pergunta do interlocutor. No exemplo acima, se o usuário simplesmente perguntar “Quais são as minhas aulas?” sem a entidade especificando tempo, o robô já sabe que precisará perguntar de qual dia o aluno deseja saber.

E finalmente, o que é um Diálogo?
O diálogo pode ser considerado como a junção de intenções e entidades. Ao possuir essas informações é possível montar um fluxo de conversa com o usuário e executar ações, baseado no treinamento. Esse fluxo de conversas é chamado de Árvore de Diálogos, onde são especificadas todas as possíveis ramificações que uma conversa pode ter.

Esse diálogo também é avaliado num ranking de Confiança. Esse indicador é uma porcentagem criado pela própria Inteligência Artificial para identificar o quanto de certeza ela tem de que a intenção do interlocutor estava correta, se a entidade foi reconhecida ou não, e se o diálogo estava seguindo uma lógica, entre outros parâmetros. Com esse ranking é possível aperfeiçoar o treinamento do robô com I.A. para que ele possa aprender cada vez mais a responder às perguntas dos interlocutores de diversas maneiras diferentes.

A Inteligência Artificial é uma tecnologia revolucionária, mas sozinha ela não é capaz de fazer mágica. Um bom treinamento e acompanhamento constante por especialistas é o que faz um chatbot com I.A. ser assertivo e realmente conseguir ajudar seus clientes. Na Ezok você conta com uma equipe dedicada a treinar e aperfeiçoar seu robô para você. Agende uma reunião de apresentação e conheça tudo o que podemos fazer por você.

Assista ao vídeo que fizemos sobre este assunto: