fbpx

Como automatizar tarefas nas corretoras de seguros

Como automatizar tarefas nas corretoras de seguros

11/08/2021 Conteúdos 0

A lista de operações abaixo lhe soa familiar?

  1. Abrir o CRM
  2. Extrair um relatório de apólices
  3. Efetuar autenticação no site da seguradora
  4. Para cada item do relatório, pesquisar a respectiva apólice no site da seguradora
  5. Atualizar a informação consultada no site da seguradora dentro do CRM

A sequência de passos acima sintetiza de forma genérica apenas uma das dezenas de tarefas realizadas dentro de uma corretora de seguros. Aparentemente é uma tarefa simples, que exige apenas alguns cliques e uma certa dose de atenção do seu operador.

Todavia, quanto mais apólices de seguro ativas na carteira da corretora, mais demorada torna-se essa atividade. Além disso, a atividade é executada por um ser humano suscetível a erros.

Essa é a realidade das corretoras de seguros, independentemente do seu tamanho. Sempre houve a necessidade de treinar pessoas para realizar tarefas repetitivas mas que são essenciais para se manter um gerenciamento preciso da carteira de clientes. Esse cenário é o resultado de uma série de premissas que encontramos no universo das corretoras de seguros.

Não vamos entrar nos detalhes dessas premissas neste artigo. Porque por hora, queremos destacar um único problema: a defasagem de comunicação entre os sistemas especializados no gerenciamento de apólices de seguro e os sistemas das seguradoras. Para simplificar, doravante vamos nos referir aos sistemas especializados no gerenciamento de apólices apenas como CRM.

Por incrível que pareça, a maioria das seguradoras não oferecem artifícios tecnológicos suficientes para facilitar a integração com os seus sistemas e quando o fazem o acesso normalmente é limitado a apenas algumas informações. Para melhor compreensão, vamos citar uma situação real de uma seguradora, mas sem mencionar o seu nome por questões óbvias.

A referida seguradora, como tantas outras, oferece um sistema para acesso por parte das corretoras de seguros. Esse acesso é realizado através de um site, mediante autenticação com usuário e senha. Uma vez autenticado no sistema da seguradora, então o corretor pode consultar todas as informações necessárias: emissões, cancelamentos, sinistros e outros. Além disso, a seguradora também oferece um canal de comunicação entre sistemas através da troca de arquivos. Diariamente o sistema da seguradora gera um arquivo com os valores de comissões que foram pagos à corretora. O CRM da corretora de seguros pode, dessa forma, fazer uma integração com o sistema da seguradora, consultando os arquivos com os valores de comissão e atualizando automaticamente dentro do seu próprio banco de dados.

Até aqui tudo parece funcionar perfeitamente. Mas, o sistema da seguradora em questão não oferece mecanismos de integração para todas as situações. Por exemplo, em casos de cancelamento de apólice a seguradora não fornece um arquivo de integração ou mesmo uma API para consulta. Nesse cenário, é necessário que diariamente uma pessoa acesse o sistema da seguradora para consultar os dados de cancelamento e depois atualizar de forma manual dentro do CRM.

O objetivo deste artigo é mostrar que mesmo essa tarefa de consulta e atualização pode ser realizada de forma automática, mas com auxílio de algumas tecnologias.

Existem duas técnicas muito populares no mundo da tecnologia que são usadas para capturar dados de sites: scraping e crawler. Não temos por objetivo entrar em detalhes sobre cada uma das técnicas e suas diferenças. Tenha apenas em mente que, com o uso dessas técnicas é possível entrar dentro de um site e extrair informações deste site, sem a necessidade de intervenção humana.

Essa operação de extração de dados do site da seguradora pode ser executada regularmente: de hora em hora, diariamente, semanalmente ou como preferir. Uma vez que os dados são extraídos, eles podem ser salvos em arquivos. Bom, mas ainda haveria a necessidade de intervenção humana. Alguém precisaria digitar os dados dos arquivos dentro do CRM. Portanto, para automatizar o processo por completo, é possível também utilizar outra técnica para automatizar a inclusão de dados dentro do CRM. Podemos chamar essa técnica de Requisições HTTP.

Essa técnica pode ser usada em CRM’s que são acessados através de um navegador, isto é, na maior parte dos casos. As requisições HTTP simulam as operações do usuário, como cliques em botões, inclusão de dados em formulários, pesquisas e outros.

Com o poder da dupla scraping/crawler para consultar os dados no site da seguradora, combinado com as requisições HTTP para acesso ao CRM, podemos automatizar diversas tarefas que são executadas regularmente dentro de uma corretora de seguros.

Tem alguma tarefa na sua corretora que toma o seu tempo? Gostaria de criar uma rotina automática e se preocupar com o que realmente interessa? Compartilhe conosco os seus problemas e teremos prazer em resolvê-los com ajuda da tecnologia.

Até breve!